segunda-feira, 25 de julho de 2011

Eu já ... by L.A.


Já andei a cavalo na praia, na chuva, no sol, de noite.
Já caí do cavalo (de verdade e na metáfora).
Já disseram que sou intenso demais; gosto de ser assim.
Já dormi em hotel 5 estrelas.
Já dormi em posto de gasolina por não ter aonde ficar.
Já me endividei.
Já paguei dívida dos outros.
Já fiz melhores amigos para a vida toda.
Já roubei melhores amigos dos outros.
Já machuquei aqueles que amo sem querer.
Já machuquei aqueles que amo de propósito.
Já andei no meio da rua, de noite, de olhos fechados.
Já tive um pato, periquitos, gato, hamister, coelho, cavalo.
Já tive uma vira lata; tenho um labrador.
Já conheço Brasília (todos devem conhecer a capital do seu país).
Já passei um Reveillon sozinho.
Já transei sem querer.
Já passei vontade.
Já tentei esquecer pessoas inesquecíveis.
Já vi um cometa por várias noites seguidas.
Já fiquei deitado na praia de noite procurando estrela cadente; vi um monte!
Já me pediram espaço; o terreno na Lua continua sem inquilino.
Já sou tio.
Já tive vergonha de mim; dos outros também.
Já senti saudades mesmo estando perto.
Já perdi meus avôs.
Já ofereci minhas avós emprestadas.
Já tratei mal quem não merecia.
Já tratei bem quem não merecia.
Já escrevi cartas que não mandei. Muitas delas!
Já olhei para trás com orgulho.
Já olhei para trás com arrependimento.
Já pedi desculpas em tempo.
Já deixei de pedi-las e ficou tarde demais. Mesmo tarde, me desculpe.
Já esperei pedidos de desculpas os quais nunca tive.
Já perdoei atitudes que julgava serem imperdoáveis.
Já morri de ciúmes (mas não falei nada).
Já mergulhei de mãos dadas (é mágico).
Já saí com mulher casada.
Já fui mais careta do que sou hoje.
Já traí. Já fui traído. Já fui fiel. Sempre fui leal!
Já vivi um grande amor.
Já chorei sozinho trancado no quarto.
Já me arrependi e voltei atrás.
Já me arrependi e não pude voltar atrás.
Já falei de mais.
Já falei de menos.
Já me faltaram com respeito como nunca o fiz com ninguém.
Já fui Papai Noel no Natal (mais de uma vez).
Já levei um bicho de pelúcia para uma viagem de 16.500km de carro.
Já estive na cidade mais austral das Américas.
Já fui até o fim do mundo; iria de novo a qualquer momento.
Já ofendi com razão e sem.
Já fui ofendido com razão e sem.
Já fui para o Japão.
Já sofri calado por amor.
Já me entreguei de mais.
Já me entreguei de menos.
Já fui mais machista do que sou hoje.
Já fui usado.
Já me deixei usar.
Já fui acusado justamente e escapei.
Já fui acusado injustamente e não pude me defender.
Já vi a mulher que amava com outro.
Já fui mais impulsivo.
Já decepcionei minha família e por ela fui decepcionado.
Já fiz as pazes.
Já fiquei brigado.
Já me enclausurei no meu orgulho.
Já corri atrás sem orgulho nenhum.
Já sei quem é minha real companheira de todas as horas.
Já estive no ponto mais a oeste da Europa.
Já sei qual será minha próxima grande viagem de carro.
Já expulsei pessoas definitivamente da minha vida por apenas uma semana.
Já fui expulso da vida dos outros.
Já voei de balão.
Já saltei de paraquedas.
Já fui mais impaciente.
Já amei sozinho.
Já sei qual é meu lugar preferido no mundo.
Já amei a pessoa errada; nunca amei a pessoa certa.
Já sei o que quero, mas não vou te contar.

4 comentários:

Ivi Piotto disse...

Não sabia que você escrevia!!
Muito bom.
É sempre legal olhar pra vida e listar o que a gente já fez, de bom e de ruim, e saber que cada uma daquelas coisas te fez ser quem é hoje...

Carol disse...

Já sei o que não quero mais, mas sempre mudo de opinião no instante seguinte. Já morri de amor milhares de vezes, mas é esse amor que me faz despertar todas as manhãs e ir à luta com tanta devoção. Como é bom me sentir assim, com o coração batendo, sempre por mim mesma. Adorei o texto. Bjs!

K.Fujii disse...

Eu tb já sei que vc é uma pessoa INCRIVEL!

Pestaninha disse...

Sabemos todas que vc é incrível e pode ter certeza que também não sabemos nada o que queremos da vida...mulher é assim!
Lindo texto.